CLICK NAS FOTOS PARA AMPLIAR

Com a ajuda do meu  grande amigo  e parceiro da primeira turma do Surf  Paulista, dos anos 60, de São Vicente (Praia do Itararé) o velejador Geraldo Faggiano Jr., aprendi a velejar, o que me  motivou a compra do  meu primeiro barco de madeira da classe “Snipe” .

Na   mesma época  comecei a fazer parte da tripulação do veleiro construído em madeira o “Sagres V”, um 40 pés  oceânico da Classe Brasil, do comandante Mentor Muniz no Iate Clube de Santos, diante de novas oportunidades, tripulei também vários outros veleiros famosos da época, entre eles o veleiro “Toc Toc “ um Swan da Nautor de 43 pés, com  o qual fomos campeões em várias regatas nos anos 70, onde pude continuar desenvolvendo o conhecimento das técnicas do esporte à Vela no mar.

Esta experiência em minha vida, resultou no interesse e na procura do conhecimento e aprofundamento da arquitetura naval e construção de embarcações clássicas, onde foi o berço do meu aprendizado.

No ano de 1970 quando comprei meu primeiro barco, um Snipe de madeira que precisava de uma boa restauração e não encontrando naquela época ninguém que pudesse me ajudar no aprendizado, saí em busca de informações que só encontrei em publicações estrangeiras.

Ao longo destes últimos 38 anos, tenho sido um incansável pesquisador na busca do estudo da Arquitetura Naval e nas várias técnicas de construção em madeira.”

 

 

 

 

 

BIOGRAFIA/JACKSON BERGAMO

Jackson Bergamo descendente de italianos nasceu em São Paulo em 1950, viveu parte de sua juventude na Praia do Itararé  em São Vicente—SP, onde nos anos 60 fez parte da primeira turma do Surf de São Paulo, cursou a Escola Panamericana de Artes (Desenho publicitário e Ilustração), Faculdade de Artes Plásticas e Desenho Industrial na Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP) e Comunicação Social (Publicidade e Propaganda) na Anhembi– Morumbi nos anos 70.

Cursou Arquitetura Naval na Escola Lery & Smith Yacht Design Course do Rio de Janeiro, 1973/75

Participou do Congresso da Aplicação do Plástico Reforçado de Fibra de Vidro e Compostos no Campo Náutico patrocinados pelas empresas Aerojet  e Reforplás  com profs. Americanos, 1975.

Outra Participações:

Tripulante de Veleiros Oceânicos no Iate Clube de Santos– SP - anos 70

Instrutor de vela  na Marina Guarapiranga de São Paulo– 1978

Participa da Associação Americana WCHA-Wooden Canoe Heritage Association (Associação da herança das Canoas de Madeira de New York – USA).

Ministrou aulas para os alunos de  Engenharia Naval da Escola Politécnica na USP-SP, para o desenvolvimento do Projeto Saracura II, embarcação encomendada pela ONG– Projeto Vento em Popa, resultando num barco leve e resistente com baixo custo.

Montou toda a oficina com as ferramentas adequadas e introduzindo o Projeto Saracura II para a construção do primeiro barco Saracura II pelos novos alunos da ONG Vento em Popa (ver detalhes pág. Construção).

Experiência:

Ex– artista publicitário, premiado  internacionalmente com várias campanhas de  publicidade, tinha como hobby a Arquitetura Naval e a Construção Naval  de barcos de madeira desde a faculdade nos anos 70.

Habilitado como Mestre-Amador  pela Marinha do Brasil na mesma época.

Desde então desenvolveu e pesquisou estudos aprofundados na Arquitetura Naval,  experimentando as mais variadas técnicas de construção em barcos de fibra de vidro e madeira.

Nos últimos 18 anos como profissional na área, vem realizando trabalhos de construção e restauração em barcos de madeira de pequeno a grande porte.

Praticamente 38 anos especializado no aprimoramento da Construção Naval, procurando sempre atualizar-se e aperfeiçoar novas técnicas através do estudo em literaturas Internacionais  e no seu próprio trabalho realizado , tendo uma biblioteca com uma coleção de mais de 300 livros destinados à Arte Marinheira e Construção, acumulando assim um grande know-how.

 

JACKSON BERGAMO

WoodenBoatBuilder & Designer

HISTÓRICO

HISTÓRICO

“ Com o entusiasmo que tenho em fazer o que gosto, acredito que posso passar aos jovens e aos demais, todo o meu conhecimento  e experiência de vida onde utilizo toda a minha capacidade prática  e criadora , aliados a um senso de organização, versatilidades e crítica positiva na Arte de Construir Barcos. “

 

 A  A r t e   N a  C o n s t r u ç ã o   D e  B a r c o s   D e  M a d e i r a